Livros

Ler, ler, ler, viver a vida que outros sonharam

a invenção da solidão

| 4 Comentários

invencaosolidaoCara, esse livro (a primeira parte dele) me dilacerou o coração! Eu chorei tanto, me deu um vazio esse relato…Talvez por conhecer de perto o tal homem invisível que o autor descreve. Que coisa mais legal esse livro…Amei, mas achei dolorida demais essa primeira parte do livro. Um cara cujo pai morre está falando sobre esse pai, o homem invisível de uma maneira que tem que ler pra ver. Eu sou péssima escrevendo sobre livros, só consigo dizer coisas como legal, muito massa e tal, nunca sai nada que presta. Mas é por ai mesmo, o livro é legal, é muito massa. Eu achei demais, tem partes pra ler e reler e ler de novo.

Parece que já teve outra edição do mesmo livro com o nome de O Inventor da Solidão.

Como tinha milênios que eu não lia literatura, só livros técnicos, amei voltar lendo este. (Mentira, voltei lendo a Loteria da Babilônia do Borges, pra espiar o clube de leituras do Idelber. Só espiar mesmo, que as opiniões que aparecem são muito boas, eu não teria nada a acrescentar, nem teria cacife pra isso hahahaha.). Agora vai ter outra edição do clube do Borges, ao que parece. Lá vou eu espiar de novo né? Boa desculpa pra reler Borges, que eu sou a maior travada com os textos dele. Qualquer dia eu comento porquê.

Nossa, tava enchendo já tanto livro técnico, precisava do ar fresco da literatura. E como sem dormir minha cabeça fica bem anuviada, as coisas técnicas já estavam caindo no limbo do entendimento mesmo. Imagina ler um autor do séc. I a.C, (ainda que seja sobre astrologia), sem dormir há mais de 10 dias, como eu estou? Não tava entendendo mais patavinas, tava misturando as bolas legal.

Então acho que dei sorte já lendo de cara esse. (Outra mentira, eu tinha começado o Kenzaburo Oe, Uma Questão Pessoal, mas achei chato e não foi pra frente. E teve na semana passada o Yalom tb que achei mais chato ainda).

Depois vou colocar alguns trechos do livro aqui pra mostar algumas passagens como são tocantes. Fica a dica aí, então.

Compartilhe
  • Print
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • PDF
  • Posterous
  • RSS
  • Technorati
  • Tumblr
  • Bitacoras.com
  • email
  • Google Buzz
  • LinkedIn
  • Orkut

4 Comments

  1. Oi, querida!
    Adorei a dica! Estou precisando de renovar meu estoque de literatura ‘séria’ (nem ouso dizer ‘cabeça’, mas vai lá, dá um desconto rsss).
    Beijocas mís e força aí

  2. Nalu…
    obrigada pela dica. Mas olha…já que você não liga, vou te dar uma chacoalhada em público mesmo. Tenho odiado vc, nos últimos posts, dizendo que não tem nada a acrescentar em nada.

    EU TE CONHEÇO! Para de querer se guardar só para você. OU para de se limitar.

    A gente não merece ser privado de suas idéias, carinhos, amizade, etc.

    Amo vc de muitão mesmo.

  3. Ei Nalu!!
    Só de ver o nome desse livro já me deu vontade de ler! Me pareceu bem legal.
    Beijos!

  4. Nalu: dica anotada. Adoro Paul Auster e já coloquei na lista da próxima compra! E obrigada por suas palavras lindas lá no blog do Por que Heloísa? Bjs

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.