Livros

Ler, ler, ler, viver a vida que outros sonharam

Crónica do Pássaro de Corda

| 0 comentários

cronicapassarocordaCrónica do Pássaro de Corda – de Haruki Murakami
Esse livro não foi publicado no Brasil. E (pelo menos até 2012) não tinha saído em ebook. Então uma amiga querida ia pra Portugal e eu fiz o que não faço nunca: pedi pra ela trazer pra mim. O que, lógico, foi um decabeceamento, porque o livro é um tijolão.
Ele veio, eu li, devorei, na verdade, e ainda por cima digitalizei. Adorei, gostava eu muito do Murakami. (Não que eu não goste, mas não ando numa fase propícia)
Sinopse:
A obra-prima do maior escritor de culto da actualidade

Toru Okada, um jovem japonês que vive na mais completa normalidade, vê a sua vida transformada após o telefonema anónimo de uma mulher. Começam a aparecer personagens cada vez mais estranhas em seu redor e o real vai degradando-se até se transformar em algo fantasmagórico. A percepção do mundo torna-se mágica, os sonhos invadem a realidade e, pouco a pouco, Toru sente-se impelido a resolver os conflitos que carregou durante toda a sua vida.
Este livro conta com uma galeria de personagens tão surpreendentes como profundamente autênticas e, quase por magia, o mundo quotidiano do Japão moderno aparece-nos como algo estranhamente familiar.
Crónica do Pássaro de Corda, ao qual foi atribuído o Prémio Yomiuri, é considerado, por muitos, a obra-prima de Murakami.

 Edição/reimpressão: 2006
Páginas: 628
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724616926
23,90€
Críticas de imprensa
«Uma reduzida galeria de personagens que têm em comum o mistério, procura desvendar uma densa trama de contornos bizarros, onde o oculto e o simbólico assumem um papel preponderante (…) O autor, como é seu apanágio, mistura realidade e fantasia, fundindo o muro que as separa. O recurso metódica a memórias, sonhos e dissertações filosóficas promove o efeito, que se baseia ainda no conceito de «espírito vivo» (já presente noutras obras), ou seja, a capacidade do espírito abandonar o corpo e vaguear livre noutras dimensões. Isto é possível através da premissa de que o real é constituído por várias camadas, sendo possível a alguns penetrar nas mais profundas e obscuras. Como bonecos de corda, as personagens trilham destinos pré-definidos buscando um sentido para tal, ao ritmo de um pássaro de corda construtor do tempo e do espaço.»
Mónica Maia«Respirando jazz, divertido e melancólico, Murakami é inteiramente um escritor do Japão moderno, nostálgico e de um idealismo em extinção.»
The Washington Post «Murakami é um escritor misterioso e absorvente.»
Tereza Coelho, Os Meus Livros

«Murakami entrelaça as diferentes camadas de realidade que dão forma à sua prosa, criando uma obra com a textura da seda, pontuada de reflexos de uma beleza ilusória.»
Independent on Sunday

«Murakami é um forjador de mitos para o milénio, dono de uma sábia pretensão.»
New York Times Book Review

«Uma experiência difícil de esquecer.»
El País

«Murakami escreve sobre o Japão dos dias de hoje, sobre a alienação urbana, sobre as viagens de autodescoberta. Neste livro, combina recordações de guerra com questões metafísicas, sonhos e alucinações, numa obra poderosa, de contornos impressionistas.»
Independent

Compartilhe
  • Print
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • PDF
  • Posterous
  • RSS
  • Technorati
  • Tumblr
  • Bitacoras.com
  • email
  • Google Buzz
  • LinkedIn
  • Orkut

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.