Livros

Ler, ler, ler, viver a vida que outros sonharam

Dia 02

Dia 02: Um livro que eu não gosto.

Nana, nenê de Eduard Estivill, Sylvia de Béjar

Essa foi difícil, porque eu não consigo lembrar de um livro que eu não gosto. E mais ainda porque eu largo sem dó nem piedade livro que eu não estou gostando. E mais ainda, porque minha memória anda péssima, péssima, trágica. Mas um que eu não gostei, mais porque não gostei do principio, é o Nana Nenê. E continuo não gostando. É um livro que eu não gosto. Porque acho meio inconcebível deixar um bebê chorando pra fazer dormir, mesmo que seja só por um minuto, sei lá e minha visão das coisas é muito diferente do que mostra nesse livro… Pra mim é meio complicado assimilar o principio desse livro. E existe até um movimento contra o método apregoado por esse livro, como demonstrado aqui: http://www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=776

=====

Nana, nenê
Como resolver o problema da insônia do seu filho

Autor(es):Eduard Estivill, Sylvia de Béjar
Editora: SP – Livraria Resposta
Área(s):Psicologia / Psicanálise
ISBN: 9788578271558
Páginas:160 pág.

Sinopse:

Cerca de 35% das crianças com menos de cinco anos sofrem de insônia, ou seja, desencadeiam uma batalha na hora de dormir e/ou acordam várias vezes durante a noite. As conseqüências são tão evidentes nas crianças ­ tornam-se irritáveis, inseguras e, com o tempo, acabam tendo problemas em suas relações com os outros e na escola ­ como nos pais, cuja vida conjugal acaba sendo prejudicada pelo cansaço e pelo nervosismo. Este livro, ao mesmo tempo leve e rigorosamente científico, além de explicar como ensinar as crianças a dormirem bem desde o início, também revela como acabar definitivamente com o problema da insônia infantil por meio de um método simples, que funcionou em 96% dos casos em que foi aplicado.

=====

 Mas agora, com esse post já pronto, eu lembrei de outro, de literatura, que não gostei quando li: Quando Nietzsche Chorou. Lembro de ter achado chato, pedante e meio sem sentido, mas tem muitoooo tempo que eu li, antes dele fazer sucesso, até, eu acho. Mas li todo porque apesar disto, a história até me prendeu. O que eu tenho ainda é uma velha edição da Ediouro (acho). Não sei se eu gostaria dele atualmente, precisaria ler de novo, coisa que eu não vou fazer, porque tem mais livro bom do que minutos que me restam nesse mundo.

=====

Quando Nietzsche chorou, Irvin D. Yalom

QUANDO NIETZSCHE CHOROU
Autor: YALOM, IRVIN D.
Editora: EDIOURO (RJ)
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA – ROMANCES
ISBN: 8500007958 ISBN-13: 9788500007958
Idioma: português
Número de páginas: 407

Sinopse:
Este livro tem como pano de fundo o fermento intelectual da Viena do século XIX às vésperas do nascimento da psicanálise. Friedrich Nietzsche, Josef Breuer, um pacto secreto, um jovem médico interno de hospital chamado Sigmund Freud – esses elementos se combinam para criar a saga de um relacionamento imaginário entre um paciente e um terapeuta talentoso. Na abertura deste romance, a Lou Salomé roga a Breuer que ajude a tratar o desespero suicida de Nietzsche mediante sua experimental terapia através da conversa. Ao aceitar relutante a tarefa, o eminente médico realiza uma grande descoberta – somente encarando seus próprios demônios internos poderá começar a ajudar seu paciente. Assim, dois homens mergulham nas profundezas de suas próprias obsessões românticas e descobrem o poder redentor da amizade.

Compartilhe
  • Print
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • PDF
  • Posterous
  • RSS
  • Technorati
  • Tumblr
  • Bitacoras.com
  • email
  • Google Buzz
  • LinkedIn
  • Orkut

Comentários desativados.